Fototerapia Capilar

É um tratamento indolor, não invasivo, realizado por meio da Luz de LED. Está entre os 3 tratamentos aprovados pelo FDA (Food and Drug Administration) – Estados Unidos, como sendo o único a não causar efeitos colaterais. A fototerapia irá induzir o processo de crescimento capilar, aumento do tônus e resistência dos fios, além de melhorar a oleosidade e hidratação dos mesmos. Tais procedimentos resultam na prevenção da queda de cabelo e no tratamento da alopecia.

Vantagens e Benefícios:
  • É um método indolor;
  • Não invasivo;
  • Tornam os fios mais fortes e encorpados;
  • Recupera a densidade capilar;
  • Aumento o volume e o brilho;
  • Não há efeitos colaterais;
  • Melhor custo benefício do mercado. 
Cuidados Importantes:
  1. Comunicar sempre que houver ingestão de medicamentos fotossensibilizantes;
  2. Paciente deve vir sempre com cabelos limpos e secos;
  3. Não é indicado a realização de química ao longo do tratamento, pois pode interferir na resposta do tratamento devido a penetração da química no couro cabeludo;
  4. Outros cuidados específicos conforme as particularidades de cada um que são orientadas no dia da avaliação.

Está com Dúvidas MAN sobre Fototerapia Capilar?

Não. Todas as técnicas existentes no mercado, incluindo tópicos e nultraceuticos, dependem que as regiões tratadas possuam folículos capilares para que sejam observados resultados. Em estágios muito avançados de alopecia pode ocorrer o atrofiamento do folículo, sendo assim, o implante capilar, nestes casos, a única solução.

Não só pode como DEVE! A fototerapia ira acelerar o processo de cicatrização e eliminação das crostas, reduzir o surgimento de foliculite e ajudar no crescimento dos fios transplantados.

Sim! Medicamentos nutraceuticos e de uso tópico são artifícios bem vindo no tratamento de alopecia, uma vez que provem nutrientes para o corpo e também estimulam o crescimento de cabelo.

A luz de LED, de acordo com seu comprimento de onda específico, causa uma Fotobioestimulação nas células promovendo um aumento na taxa de síntese de RNA e DNA, do metabolismo celular, da síntese de ATP e da circulação sanguínea local. Dessa forma, ocorre uma maior nutrição celular e ativação da rede ganglionar através da alteração na permeabilidade da membrana plasmática, com aumento na absorção de ativos. Ou seja, o folículo através da ativação das suas funções celulares ganha mais energia e nutrientes para crescer. Ocorre então o aumento da taxa de proliferação de células tronco e aumento da taxa de produção de fibroblastos e da síntese de colágeno. Nesse processo também há bioestimulação na cicatrização e estimulo ao sistema imunológico.

A fototerapia capilar é contra indicada para pessoas que possuem neoplasias e processo tumorais, histórico de fotossensibilidade, pessoas submetidas a tratamentos com ácidos (retinóico ou antibiótico com tetrociclina) e utilizando medicamentos fotossensíveis.

O número de sessões sugerida para um bom resultado são de 16 sessões.

As sessões levam em média 30 min.

As sessões são realizadas 2 vezes por semana com intervalos de 48hs  a 72hs; Há a possibilidade de realização com uma visita semanal, dependendo dos casos